Dojo: Uma boa maneira de treinar técnica ágeis

fonte: http://uiltoncampos.wordpress.com/2010/04/19/coding-dojo/
      
     Com o grande crescimento da área de TI, tecnologia da informação, é natural que a exigência dos consumidores/clientes aumentem querendo cada vez mais um produto com qualidade, sem falhas e bastante intuitivo. Em função disso as empresas de TI tem prioridade de sempre atender as expectativas do cliente. A inovação e a velocidade na adaptação ao usuário é hoje um forte ponto de critério de desempate na escolha por parte de um cliente. O movimento ágil trouxe soluções a esses problemas colocando o cliente como parte da equipe. Também cada dia mais surgem novos frameworks, ferramentas para tornar mais produtivo o desenvolvimento. No entanto com o grande número de tecnologias e frameworks, como saber qual desses será o mais útil para um determinado sistema ? Certamente usar em um sistema em produção não é uma boa estratégia, sem falar no treinamento dos programadores a essas ferramentas. Então como preencher tal lacuna ? O dojo Coding certamente é uma boa solução.
   O dojo é um local aonde os programadores se reúnem para aprender novas técnicas, o nome faz relação ao local de treino de artes marciais, essa ideia surgiu na França por volta dos de 2003 e está crescendo por todo o mundo.
Como funciona o Dojo
    O Dojo realiza encontros periódicos tudo começa a partir de um problema de programação para esse problema se pode usar qualquer linguagem ou tecnologia, por exemplo, uma linguagem ou framework que sua empresa pretenda usar ou que você acha interessante para despertar também o interesse de outras pessoas da sua equipe.
O dojo tem basicamente duas modalidades:
  O Katauma dupla, um piloto e co-piloto, resolvem o problema antes da sessão e apresentam para o público a resolução do problema começando do zero muito indicado para um grupo muito grande.
  O randori o problema é apresentando e então resolvido pelos participantes, usando TDD ou BDD usando Programação Pareada em turnos. A cada turno, o piloto volta para a plateia, o co-piloto passa a pilotar e um novo co-piloto é convidado da plateia e esses turnos variam em torno de 5 à 10 minutos. O dojo possui algumas regras que serão mostradas a seguir:
fonte: http://varandageek.blogspot.com/2011/01/o-que-e-um-coding-dojo.html        
  • Passos de bebê”: Quando o teste não está passando se faz o mais simples possível para o teste passar e quando for escrever um novo teste crie-o com um pouco mais de recursos.
  • Programação em pares: A programação é feita em duplas, um piloto e um co-piloto. Ambos pensam em como passar no teste atual, mas somente o piloto digita.
  • Todos devem entender: O piloto e o co-piloto devem sempre estar “cantando” o que estão tentando fazer para resolver o problema. Qualquer um na plateia perguntar sobre a lógica sendo feita.
  • Cuidado nos palpites: O mais indicado é que somente o piloto e co-piloto falem abrindo somente quando um teste passar ou então quando o piloto e o co-piloto assim o permite.
    fonte: http://cleversonsacramento.com/2011/05/20/coding-dojo-sobre-objective-c-e-xcode/
     
        No final de cada sessão do dojo todos são convidados a apresentar os lados positivos e negativos que serão lidos em voz alta logo em seguida refletidos por todos. Para a grande maioria das pessoas essa é a parte mais importante do dojo já que são debatidos os pontos que precisão ser melhorados e mais valorizados.
       Neste post foi demonstrado uma técnica eficaz para o treinamento e apresentação de novas tecnologias sem precisar usar como cobaia uma sistema de produção. No próximo post será demonstrado  mais os benefícios de dojo.
Anúncios

2 comentários sobre “Dojo: Uma boa maneira de treinar técnica ágeis

  1. otaviojava disse:

    Olá Emanuelle tudo bem?
    Primeiramente, desculpa pela longa demora de responder 🙂
    Criamos um problema simples e utilizamos o JBehave e uma vez cucumber.
    O exemplo na época foi um sistema de gerenciamento de cervejas as regras eram bem simples:

    Cada mesa só podia ter duas pessoas
    Caso todas as mesas estejam lotadas ficar na reserva
    Caso a pessoa pedisse uma bebida teria que verificar a disponibilidade
    Caso esteja disponível levar a bebida para ele
    No final pagar a conta e ver a fila de espera.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s